Menu

Deep Freeze Congelados

Interactivo

Dó-Ré-Mi













O dia em que o Brasil parou
27Mai2018 10:40:36
Publicado por: Diana Balis

caminhoneiros_1.jpgO dia em que o Brasil parou 
Senti uma interrogação absoluta 
Todos envolvidos na tramoia, 
Sempre os Deputados e Senadores corruptos, eles estão envolvidos na greve, porque fazem parte da engrenagem que deseja aumento de ganhos e lucros. 
Vou dizer, controle de poder existi sempre pelas grandes estatais e empresas associadas aos governos e aos bancos.

Mas tem uma hora que o tiro sai pela culatra. 
Todos os descontentes exigem seus desejos, direitos e até o exército executa uma ordem com cautela, 
porque não queremos intervenção militar no Brasil,

Queremos o direito de tirar todos citados na lava jato da política e colocá-los na cadeia, após real julgamento. LIXO!
Mentirosos que nos enganam.
Sabemos que os empresários pediram essa greve de caminhoneiros, mas  
O Povo concorda que o nosso Brasil não deve ficar a merce do dólar e parado;

Parem de entregar mais nosso país nas mãos estrangeiras,

Brasil não está sujeito e nem é objeto,

Somos um povo pacífico e queremos a liberdade de viver sem acordos de 20, 40 anos, 

Descumpra-se tudo isso! Deveria ser proibido! Políticos não podem fazer acordos vitalícios e nem de 40 anos, seus atos e direitos de responsabilidade social, são de duração de seus mandatos.

Esse congresso é uma vergonha para a nação Brasil, quero eleições imediatas!

Rio de Janeiro, 27 de maio de 2018, Diana Balis.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (126)

Palavra
22Mai2018 11:06:08
Publicado por: Diana Balis

download_3.jpgPalavra32475098212_25592294f5_b.jpg

Lavra o verbo que adormeço 
No encanto de pensamentos
Crio rotinas imagináveis em livros absolutos
Caem os flocos de neve e meus pés dissimulam
Pensa grande
Pesa enorme
Como árvores frondosas das florestas desarmadas
Flym como monte
Sustenta seu gado 
Pastoreie campos e semeie girassóis.
Pensa na lua, que é récita ao tempo.
Espaço só conhece na Terra.
Vamos viver o futuro!
Escalavra e acorda.
Rio de Janeiro, 22 de maio de 2018, Diana Balis.

Liberdade
21Mai2018 09:55:24
Publicado por: Diana Balis

FailingMemories_Spencelayh.jpgSer livre

Ontológico, reflexivo, contingente de ser humano, silogismo final, ser nascido e livre.
 
 
 
Ser Livre
 
Vi  ler ser
Ser,  Li, ver
Se live
Se livre,
Ver, li, se...
Velhice.

Rio de Janeiro, 21de maio de 2018,
Diana Balis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Pintor inglês, Charles Spencelayh (1865 a 1958)
 
 

Felicidade
20Mai2018 08:30:34
Publicado por: Diana Balis
nature_868115_960_720.jpgNado nas correntezas frias
Falsa imagem golpeia o ar
Corredeiras que levam
Diversidade e agilidade
Frio será: jamais sentir o amor por alguém,
Ou ninguém.
Amo a vitória-régia do Rio 
Amazonas.
Mulher firme de gosto forte
Dominar faz parte da guerreira,
Invente sonhos ou mazelas 
Docilidade que habita,
Mora ao lado.

Rio de Janeiro, 20 de maio de 2018, Diana Balis
 
 

Pandora
19Mai2018 10:52:53
Publicado por: Diana Balis

CACHOEIRA.jpgDelimite a sua margem do Rio, 

Olhe os sinais vermelhos, 

Freio de carro é para utilizar quando passa o pedestre. 

Todos temos os mesmos direitos: 

Ir e vir. 

Segredos e mentiras revelados em séculos de silêncio. 

Abre a porta da sua honestidade. 

Aprenda com os bons, esqueça os fascistas e radicais. 

Corrigir os erros do futuro planeta, com dicas de hoje. 

Nada começa amanhã! 

Acorde e levante a poeira do tempo que passa rápido... 

Viaje, arrume suas malas e siga em frente.

Saúde é o que mais importa. 

Não perturbe as crianças nem os animais, 

Todo mundo quer viver na paz. 

Angústias e depressões devem ser cuidadas,

Ideias persecutórias não podem repercutir.

Cuidar e amar o próximo.

Viver sem tantas expectativas e criar soluções imediatas à vida.

Rio de Janeiro, 19 de maio de 2018, Diana Balis

Chuva Carioca
17Mai2018 10:42:21
Publicado por: Diana Balis
71982364_RI_Rio_de_Janeiro_RJ_30_09_2017_Chuva_e_frio_faz_o_carioca_tirar_do_gurada_chuva_de_Orl.jpgChuva Carioca
Chuva que cai suave, 
Refresca a vida da carioca no ponto de ônibus.
Atravessa a avenida, água nos pés, observa,
Chora.
Corridas e ventanias,
Calados rumos do ir e vir.
Caminhos de muitos Rios que passam por aqui!
Poluídos...
Maritacas quietas, micos escondidos, 
Árvores da Floresta, felizes.
Cariocas, nunca habitam o lugar das águas, 
Mato Grosso do Sul, Minas, São Paulo, todos moram no Rio, nesse dia. 
Esportes, praias, barcas e as travessias, serão as mesmas paisagens,
Guardadas nas lembranças de calor.
Todos leem os noticiários do dia,
Procuram o horizonte.
Virá com certeza o sol, em tempos de eleições brasileiras,
Pense na chuva que cai hoje e no que vem por aqui!
Rio de Janeiro, 17 de maio de 2018, Diana Balis.

Mundo Apresto
16Mai2018 10:23:21
Publicado por: Diana Balis

download_2.jpgOlho no espelho

Destruição e explosões.
Mantimentos e gastos,
Desertos de banidos,
Vendem e constroem guerras.
Existe o controle dos bancos, ricos, 3 poderes e Trust
Injustiça social contra homens de bem
Viver simplesmente 
Gananciosos desfazem acordos e criam malícias,
Gerando fome e ruína.
Calar para que!
Antolhos nos olhos, não bastam a vida!
Dirija e rume com cuidado. 
Diana Balis, Rio de Janeiro, 16 de maio de 2018, Brasil.


15 a 21 de 2347 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |