Menu

Deep Freeze Congelados

Interactivo

Dó-Ré-Mi










Calma
31Dez2017 07:19:55
Publicado por: Diana Balis

clarice_lispector_rio.jpgBrande o tempo com súplica

Névoas nem reparam os tecidos puídos 

Roer unhas de anseios numa expectativa sorte

Avisos ao léu e pés acelerados no motor

Cante uma só vez, e me acorde mais tarde.

Vejo que as nuvens nem amanheceram,

Novo dia, e novos números.

Hoje a matemática do amor, está multiplicando, fogos já apavorando a cachorra,

A solitária visão de futuro, é incerta...

Nada se compara com o sol nascente no horizonte. Vislumbro a viagem.

Corre que os tickets do metrò já encerraram a espera.

Um dia ir, e viver, mais e mais, o calor do seu olhar, no brilho do chão encerado,

Nem esmorece.

Volte, volta, venha me ver, uma vez mais,

Deitada em seu colo acalentada.

Diana Balis, Rio de Janeiro, 31 de dezembro de 2017.

Foto do site> Clarice Lispector no Leme, Rio de Janeiro. https://www.segueviagem.com.br/ponto-turistico/estatua-de-clarice-lispector/

 

 



Partilhar:

Artigos Relacionados
Vida Nova
Transcende e vem
Livro VERDES E PERFEITOS AMORES
Vem Nego (Jazz)
MAR
Porque perde tempo?
Amor virtual (poema erótico)


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.