Menu

Deep Freeze Congelados

Interactivo

Dó-Ré-Mi










Dueto com Vinicius
07Abr2011 03:09:33
Publicado por: Diana Balis

 Soneto do Orfeu

São demais os perigos dessa vida
Para quem tem paixão, principalmente
Quando uma lua surge de repente
E se deixa no céu, como esquecida 


E se ao luar, que atua desvairado
Vem unir-se uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher 

Uma mulher que é feita de música
Luar e sentimento, e que a vida
Não quer, de tão perfeita 

Uma mulher que é como a própria lua:
Tão linda que só espalha sofrimento,
Tão cheia de pudor que vive nua.

Vinicius de Moraes 

 

Soneto Acordado


Amor rendido convida intumescido

O desejo que refrega indecente

O sol na rua tarde abstinente

Cavalga as vestes de luz, adormecido.

 

O homem clareia a estrela

E penetra no alagado amor

Desapego contrário à morte, rege vivedor.

 

Diana Balis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Partilhar:

Artigos Relacionados
Vida Nova
Transcende e vem
Livro VERDES E PERFEITOS AMORES
Vem Nego (Jazz)
MAR
Porque perde tempo?
Amor virtual (poema erótico)


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.